Trato não feito

“A mulher santifica o marido, e o marido santifica a mulher” (1 Co 7)

nada-separe-casal-sonhadorComo poderei aceitar tua proposta, ó incerteza?
Como poderei crer em ti ó dúvida cruel?
Como poderei deixar de amar, se já somos uma só carne?
Como poderei te abandonar se tens as minhas pernas e
Se eu fico imóvel sem ti?
Como poderei ir se és o meu destino?
Como poderei deixar de te amar?
É como se o Mar Vermelho estivesse aberto e eu desistisse de atravessá-lo,
Como se fecharia se tem ordem para triunfar sobre os carros de Faraó somente depois que chegássemos do outro lado?
Como Josué,
não sei como parar o sol, e se fosse possível,
então eu poderia dizer: Pára coração! deixarei de amar…
Como seria possível matar o que já está ressuscitado?

Como seria possível desejar as bolotas do suíno, depois de experimentar o bezerro cevado?
Como é possível comer ervas amargas depois de estar acostumado ao cordeiro?
Como voltar atrás, ao silêncio, depois do júbilo?
Como voltar ao átrio depois de morar no Santíssimo?
Se me santificas, como agora queres me deixar às mãos da impureza?
Como deixar de te amar?
O que antes para nós seria um pecado, agora é santidade.
Por que queres que nossas orações não sejam ouvidas?

Como queres que sobreviva sem teu amor? (Do meu livro Cartas e Poesias para Casais que se amam) Dr. Aldery Nelson Rocha www.lojadopregador.com.brwww.meujesus.com.br