O arrependimento e a ressurreição dos santos: Deus os trará em sua companhia: Paulo confessa que a ressurreição dos mortos, nosso translado e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo é um mistério.

Em ambos os textos (1 Co 15:52,53 e 1 Ts 4:13-18), Paulo trata a respeito da ressurreição e não do arrebatamento em si, ou traslado para a Cidade da Nova Jerusalém. Isso deve estar bem claro aos nossos olhos. Mas quanto à revelação maravilhosa desse mistério o apóstolo revela que nem todos dormiremos em Cristo, mas tanto os que já dormiram (igreja triunfante) bem como os que ficarmos vivos (igreja militante) seremos transformados. Como já sabemos que o contexto é a ressurreição dos mortos, devemos sempre ter em mente que Paulo trata de transformação dos mortos em Cristo e dos vivos, e não do arrebatamento.

Ele mostra que essa transformação será em um abrir e fechar de olhos, como uma piscada. Assim, os mortos em Cristo descerão em alma do Paraíso (dimensão do Será), onde estavam nus de seus corpos (2 Co 5:1-6), e serão vestidos de seus corpos celestiais a partir da semente do DNA do corpo terreno que tinham antes. E nós os que estivermos vivos nesse tempo, seremos revestidos desse mesmo corpo celestial que absorverá o corpo físico natural que tínhamos. Como os mortos em Cristo não poderiam ser transportados do Paraíso (que é a mesma dimensão do “será” da eternidade e da Nova Jerusalém), para o Terceiro Céu (o “é” da Cidade), que é o kairós presente de Deus – porque ninguém pode habitar no Terceiro Céu se não for ressuscitado – , devem ser enviados à terra para receber os seus corpos. Torna-se necessária, às almas daqueles que estão no Paraíso, a ressurreição. Quando eles forem ressuscitados e transformados, então nós os que estivermos vivos também seremos transformados.

Depois, um tempo precioso depois, ambos os grupos da igreja militante e da igreja triunfante, juntos, transformados, serão transladados ao encontro do Senhor Jesus nas nuvens, da mesma forma que Jesus subiu ao Céu (At 1:9-11), assim como os anjos disseram. O arrebatamento não será em um abrir e fechar de olhos, mas sim a nossa transformação (1 Co 15:51-54): “Eis aqui vos digo um mistério: Nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados (1 Ts 4:15-17; Fp 3:4,21) em um momento, em um abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados (1Ts 4:16; Mt 24:31; Jo 5:25). Porque é necessário que este ser corruptível se revista da incorruptibilidade e que este ser mortal se revista da imortalidade (2 Co 5:4). E, quando este corpo corruptível se revestir da incorruptibilidade, e este ser que é mortal se revestir da imortalidade, então se cumprirá a palavra que está escrita: “Sorvida foi a morte na vitória”. (Is 25:8; Hb 2:14; Ap 20:14) Onde está, ó morte (“tenatos”), o teu aguilhão? Onde está, ó sepulcro (“Hades”), a tua vitória? (Os 13:14) .

Leiamos 1 Coríntios 15:51,52: “Eis aqui vos digo um mistério: Nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados (1 Ts 4:15-17; Fp 3:4,21) em um momento, em um abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados” e também 1 Tessalonicenses 4:13-17: “Não quero, tampouco, que ignoreis, irmãos meus, acerca dos que já dormem em Cristo, para que não vos entristeçais, como o resto dos homens, que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também os que já dormem em Cristo, Deus os tornará a trazer em sua companhia. Por isso vos dizemos, como palavra de nosso Senhor, que nós, os que ficarmos vivos até à vinda de nosso Senhor, de modo algum seremos trasladados sem que, antes, os que dormem ressuscitem. Porque o mesmo Senhor descerá do Céu com alarido, e com voz de arcanjo e com a trombeta de Deus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; e depois, nós, os que estivermos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, ao encontro de nosso Senhor nos ares; e, desta maneira, estaremos para sempre com o Senhor. Portanto, confortai-vos uns aos outros com estas palavras”


1 Tessalonicenses 4:13: Não quero, tampouco, que ignoreis, irmãos meus, acerca dos que já dormem em Cristo, para que não vos entristeçais, como o resto dos homens, que não têm esperança. (Ef 2:12)

Texto extraído da Bíblia Revelada Ômega, Novo Testamento Comentado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X